Busca  

Reeleição da diretoria 2012-2014

A Casa

História

Notícias

Fórum e debates

Imagens

Relatório de atividades da Casa

Desenvolvimento Sustentável

Programas

Projetos

Estatutos e Regulamentos

Banco de Voluntário

Dicas de Sites

Fale Conosco

Como chegar.

Desenvolvimento Sustentável

    Biodigestores são implantados no Bomfim


Bruno do Nascimento

Diário de Petrópolis

Setembro de 2004

Águas do Imperador vem investindo também na construção de pequenos biodigestores para tratamento do esgoto. A proposta do O Instituto Ambiental (OIA), coordenado por Valmir Fachini, está sendo implementada pela empresa e já está em funcionamento no Alto Independência. Outra localidade onde estão sendo implantados os biodigestores é no Bonfim. O biogás produzido pelo esgoto nos biodigestores acaba sendo usado nas creches e em outros locais como forma alternativa de energia.

Os biodigestores são construídos com mão de obra da própria comunidade e são os moradores que fazem a manutenção do sistema com o apoio da Águas do Imperador. Existe uma idéia de que com o aumento da coleta do esgoto no centro histórico, a própria Estação do Palatinato, possa aproveitar o biogás gerado. Transformando o biogás em energia elétrica para ser consumida pela própria Águas do Imperador.

Os biodigestores serão usados prioritariamente para atender as comunidades mais carentes, dentro de uma política de responsabilidade social da empresa. A construção de estações de tratamento em condomínios residenciais atende a uma necessidade de outra parcela da população que pode pagar pela prestação do serviço.

De acordo com João Luiz o outro grande projeto da empresa é relacionado ao investimento na construção da Estação de Tratamento de Esgotos do rio Quitandinha, no ano de 2005. O projeto prevê o tratamento do leito do rio. Nas imediações do rio Quitandinha será construída uma estação que vai tratar o esgoto da calha do rio. Sendo que nos dias em que houver enchente a estação não funcionará em função de haver a diluição da carga poluidora. Em seqüência deverá vir a despoluição do rio Piabanha e assim sucessivamente até que finalmente o Distrito da Posse possa ser atendido. A empresa espera com a despoluição dos rios de Petrópolis aumentar significativamente a qualidade de vida da população.


Outros textos desta seção
A escassez de água é um dos maiores desafios do nosso século
A sociedade civil e a água
A saúde das águas
Acidentes ecológicos
Água com Cidadania
Água é vida
Água em perigo
Água, Uma questão de Vida ou Exclusão Social
Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piabanha espera sanção da governadora Rosinha
Contaminação das águas em Petrópolis
CRENOTERAPIA
Cultura - Meu nome é Piabanha
Definições do II Seminário Água é vida
Educação Ambiental
Entrevista com Aldo Rebouças
Empresa de Petrópolis investe na preservação dos recursos hídricos
Entrevista com o Prof. Werner Bidlingmaier
I Seminário Água é Vida - Considerações
II Seminário Água é Vida debateu a preservação dos mananciais de Petrópolis
II Seminário Água é Vida foi um sucesso!
II Seminário Água é Vida teve apoio da APEA
Lions Itaipava promoverá o III Seminário Água é Vida
Livro - Desenvolvimento Sustentável em Petrópolis
LIVRO - Empresas Aumentam Lucros e Produtividade pela Eco-Eficiência
Livro - O Manifesto da Água
Ministério Público - A voz da água
Moradores do Bairro da Glória não usam água potável
Natação
2003 - O Ano Internacional da Água Doce
O Aqüífero Guarani
O Paraíso
Petrópolis vive um verão em alerta
Petrópolis poderá implantar a Agenda 21 Local
Piabanha, Peixe ou Rio?
Poluição Industrial
Programação do III Seminário Água é Vida
Residências precisam fazer a ligação do esgoto
Retomado projeto para salvar Represa Hidrelétrica de Areal
Saneamento e saúde em debate no seminário Água é Vida
Truticultura
Vida, criança e água - Vamos cuidar?
Você sabia?
Water is Life