Busca  

Reeleição da diretoria 2012-2014

A Casa

História

Notícias

Fórum e debates

Imagens

Relatório de atividades da Casa

Desenvolvimento Sustentável

Programas

Projetos

Estatutos e Regulamentos

Banco de Voluntário

Dicas de Sites

Fale Conosco

Como chegar.

Programas

    A inspiração do Movimento "Trabalho para os Sem-trabalho"


Inspiração do Movimento


 Na década de 30 a Dinamarca tinha mas de 20% de sua força de trabalho sem emprego. Em 5 anos com união e envolvimento da população, foi criada a "Associação Nacional de Combate ao Desemprego" e depois de muita ação a questão foi resolvida. O fato é narrado no artigo tirado do Livro Preto e Branco de autoria de Sydney Cook e Garth Lean, publicado em 1972. Está ação forneceu  inspiração para o "Movimento Trabalho para os Sem-trabalho".


  Quer aprender uma arte preciosa? Nenhuma há de mais alto valor que se possa aprender do que a arte de transformar as pessoas. É o mínimo de equipamento para qualquer trabalho na nova sociedade, quer na fábrica, quer nos escritórios, nas profissões liberais ou na política.

 Dizem que a política é a arte do impossível. Mas a arte do estadista é tornar possível amanhã o que é impossível hoje. A transformação do homem realiza exatamente isto.

Consideremos o caso do desemprego: Ali pela terceira década deste século, na Dinamarca, mais de 20% da força de trabalho estava sem emprego. O partido da direita utilizava-se do fato para meter medo aos trabalhadores; o da esquerda para faze-los mais descontentes.

Os trabalhadores culpavam os diretores das empresas. Estes, por sua vez, aos trabalhadores. Ambos culpavam o governo e o povo lançava a culpa sobre três.

 Os economistas discorriam sobre as tendências da economia mundial. A um advogado ateu que decidira entregar a sua vida a Deus, veio o seguinte pensamento: " A resposta para nenhum trabalho, é trabalho.

 "Por isso a tarefa de cada um é descobrir trabalho para os demais."

Ele conseguiu reunir um empregador, um fazendeiro, começando pela própria comunidade em que moravam. Com real sacrifício de seus interesses econômicos eles próprios deram emprego a mais trabalhadores e induziram outros a fazer o mesmo.

 Depois de terem conseguido reduzir o desemprego em algumas comunidades, foram ao Primeiro Ministro e lhe relataram o que acontecera. Poderia ele ajudar afim de dar amplitude nacional ao movimento?

O Primeiro Ministro ficou maravilhado. "Temos realizado muito no campo do serviço social", disse ele, "e espera que mudança social despertasse nos homens a consciência da responsabilidade. Mas o que é necessário é a transformação de vida que vocês experimentaram".

 Sugeriu que uma união de líderes dos empregadores, dos sindicatos, industriais, agricultores e outros que, trabalhando em cooperação, poderiam conseguir a solução do problema do desemprego.

"Se conseguirem isso" --- continuou --- "isto é, se conseguirem reunir estes homens em qualquer empreendimento, terão realizado obra extraordinária que jamais consegui."

Isto veio a acontecer. Formou-se uma Associação Nacional de Combate ao Desemprego, ou na língua nacional: Lands-Foreningen Til Arbejdsoeshedens Bekaempelse, representado na sigla LAB.

Retalharam o grande mostro do desemprego em pequenos pedaços. Criaram-se comissões locais e cada comunidade assumiu a responsabilidade de arranjar emprego para cada um dentro da sua jurisdição.

 Pelo ano de 1939 o número de desempregados tinha caído já para 18,4%. E, em 1944, o índice baixou para 4,7% muito satisfatório quando se considera que a Dinamarca, ocupada pelos alemães, não se beneficiava das condições de guerra.

 Durante a guerra os nazistas procuravam levar dinamarqueses para a Alemanha com fim de trabalhar nas fabricas de munições.

 Mas a LAB, isto é a Associação Nacional de Combate ao Desemprego, impediu que isto  acontecesse criando trabalho no país. Declarou o Primeiro Ministro dinamarquês que além de ajudar grandemente na solução do problema do desemprego, a Lab tornara-se importante fator de unificação no país.

Em questões de economia há sempre vários fatores em operação, mas a LAB criou uma nova atmosfera. Onde falhou o engenho humano, interveio a sabedoria de Deus.

Fonte: Livro Preto e Branco de autoria de Sidney CooK e Garth Lean, edição de 1972

 


Outros textos desta seção
Declaração de Princípios de uma Rede de Trocas
Feira de Trocas
O que são Clubes de Troca?
Exemplos de Trabalhos de Ajuda Mútua - Rede de Trocas
Rede de Trocas na América Latina
A Cartilha: Onde Adquirir
Atividades da Casa da Cidadania
Programa de Empreendedorismo Social
"TRABALHO PARA OS SEM-TRABALHO": O SONHO MAIOR DOS PETROPOLITANOS EM 2005 !
Cartilha "Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil"
Águas Lindas